A ORIGEM VERDADEIRA

Existem inúmeras histórias sobre o aperto de mão esquerda ou "de canhota" pelos escoteiros, então aqui vou contar sobre a que mais se aproxima da sua verdadeira origem.

Em 1893, B-P foi enviado numa missão militar à colônia britânica da Costa do Ouro (África Ocidental), para pacificar os famosos e temidos Ashantis, fazer cumprir o tratado de 1874 e acabar com o contrabando de escravos.

Quando Kamussi, um dos chefes tribais, foi deposto, Prempeh, o novo Chefe, veio ao encontro de B-P e estendeu-lhe a mão esquerda. B-P. estendeu-lhe a mão direita, mas o Chefe disse-lhe: "Não, não, no meu país, ao mais bravo entre os bravos guerreiros cumprimenta-se com a mão esquerda".

B-P reparou que, enquanto o chefe lhe estendia a mão esquerda, levantava a direita aberta, por cima da cabeça, o que significava que era um amigo leal, pois a mão utilizada normalmente para segurar sua arma estava vazia.

A mão esquerda também era a mão que segurava no escudo e quando um guerreiro cumprimentava com a mão esquerda tinha que afastar o escudo, ficando, portanto, desprotegido.

Este também era um sinal de confiança e de lealdade para com a pessoa que se estava a cumprimentar. O aperto de mão com a mão esquerda demonstra algo ainda mais nobre, o desejo dos homens acreditarem uns nos outros!

B-P achou o gesto muito emblemárico e quando criou nosso Movimento, resolveu adotá-lo também, por acreditar que é o gesto que mais deve caracterizar um Escoteiro. Confiança, lealdade e crença nos homens de boa vontade. Assim os escoteiros cumprimentam-se apertando a mão esquerda em todo o mundo.


E porque os dedos mindinhos entrelaçados?


Já o entrelaçar dos dedos mindinhos alguns dizem que é invenção brasileira, porque somos uns dos poucos paises que o utiliza. Na época da 2ª Guerra Mundial, Hitler acabou com o Escotismo na Alemanha e criou a Juventude Hiterlista para servir apenas aos seus propósitos. Apesar da proibição, os escoteiros passaram para a clandestinidade e criaram o entrelaçar de dedos para se identificar naquela época de repressão.

Essa idéia foi copiada também no Brasil, pelo Dr. Mário Sérgio Cardim da A.B.E., pois aqui o Escotismo também foi incorporado pelo governo da época.

Tags:
Aperto de mão, aperto de canhota, história do aperto de mão, mística, escoteira, Escotismo, Grupo de, Escoteiro, Escoteiros, escoteiras, de Escoteiros, Lobinho, Lobinhos, atividades educativas para crianças, meninos e meninas, 6,5 a 10 anos, 11 a 15,5 anos, Juventude, jovens, adolescentes, cidadania, valores, civismo, educação, disciplina
 

 
clique nas imagens para ampliá-las